Trânsito em Morro do Chapéu: algumas sugestões!

LRN e a Live do Léo foram ao centro da cidade e destacaram algumas situações de trânsito que, entendemos, podem ser melhoradas. Acompanhe:

4 comentários em “Trânsito em Morro do Chapéu: algumas sugestões!”

  1. Léo, ao meu ver na Antônio Balbino temos um cruzamento. Num vídeo-aula sobre Código Brasileiro de Trânsito o apresentador explica que a preferência em cruzamentos e em rotatórias tem regras diferentes.

    Acho que ali cabe uma melhor atenção da administração municipal, pois o local além de ser uma via de ligação com rodovias, temos tbm um duplo cruzamento.
    Vou mandar o vídeo no pv.

    Aproveitando a oportunidade, vamos sugerir a administração municipal a rever o critério que adotou para o tráfego na via frente ao bar de Coqui. Porque não transformar em “mão inglesa”, o que permitiria a quem viesse pela Getúlio Vargas, acessar a Francisco Sá e por outro, quem viesse pela Francisco Sá acessar a Nicolau Grassi. Facilitaria às pessoas que desejassem dirigir-se ao comércio de ambas a ruas.

  2. Léo, tenta fazer uma reportagem sobre uma obra que a prefeita fez na entrada do morrao .. pelo que eu sei, aquela area é PROTEGIDA .. outro detalhe, ela ta terraplanando a area até onde ela alcança, mas a fundo ha assentamentos que fazem parte do municipio e ela simplesmente ignora !!! veja essas informações !

  3. Vimos sugerir também que se reveja a critério de estacionamento na Rua Francisco Sá. Na diagonal, com está atualmente, óbvio que permitiu estacionar maior quantidade de veículos, mas por outro lado obstruiu parte da via, dificulta a saída de quem está estacionado, principalmente se houver um veículo mais longo ao seu lado (obstrui a visão). Penso que deveria voltar ao mudo estacionamento em fila, contudo estabelecendo regra de estacionamento rotativo (tempo limitado), para permitir que todos tenham o direito de ir e vir ou de permanecer na via pelo tempo estabelecido. Parece-me que a situação atual criou dificuldades tanto para que deseja acessar aquela rua quanto para os comerciantes, pois ouço pessoas dizerem que deixam de ir aí comércio local por não ter como estacionar o veículo.

  4. Por outro lado, como o local é uma ligação entre rodovias, por uma questão de bom senso, tendo em vista que caminhões e outros veículos de grande porte apresentam uma maior dificuldade para a suas manobras, parece-me que o próprio Código de Trânsito admiti exceções para que assim fosse colocada uma sinalização específica (faixa de retenção ao placa PARE) na via lateral com a loja de motos Antônio Balbino) e na saída da Francisco Sá, o que permitiria a preferência para veículos de grande porte.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *