REUNIÃO DO COLEGIADO TERRITORIAL DA CHAPADA DIAMANTINA

Nesta quinta feira dia 09 de março de 2017 foi realizado o segundo encontro do colegiado do Território da Chapada Diamantina na cidade de Seabra no auditório do hotel Nélio. Nesse foi tratado diversas pautas em que tornou o encontro produtivo e decisivo entre as jornadas de o seguir do ano que se inicia. Em seguida o representante geral do colegiado falou dos avanços que já foram alcançados no território, as instituição que se beneficiaram, os municípios que aderiram políticas de desenvolvimento através do território principalmente na agricultura, planejamento para  o ano em curso e as dificuldades a se enfrentar.
Nesse fórum do território foi com os seguimentos como o núcleo diretivo, câmaras técnica e demais seguimentos que compões todo o colegiado. Nessa remontagem foi mudado cargos de pessoas físicas que compõem as cadeiras da estrutura do núcleo diretivo, foi movido e mudado também entidades, ou seja, pessoas jurídicas que compõe o mesmo. Foi também remodelada as câmaras técnicas ou temáticas, comitês e concelhos para um recomeço de atividades nas diversas áreas que fazem as diversidades da Chapada Diamantina.
      Dentre essas pautas também houve alguns informes que veio avisando avanços oriundos da política de território como:
     A CRIAÇÃO DO SISTEMA MUNICIPAL DE CULTURA – Referente a câmara técnica de cultura que deve orientar aos municípios que faz parte do território a fazer o trâmite para sua adesão no sistema que é uma organização do estado.
     CNPq – Que é o convenio que financia os territórios, está sempre vinculado a alguma instituição vinculada ao território no se núcleo diretivo, e agora para o Chapada Diamantina já está em faze de término sendo consolidado até o mês de maio.
    UNEB – Que trouxe a informação sobre o projeto Universidade Para Todos que estará se instalando em breve, inclusive Morro do Chapéu é uma das cidades que se inclui dentro dos beneficiados.
    Entre essas e mais do decorrer de discussão e reajuste, ficou marcado para recomposição das câmaras temáticas no próximo encontro, mudanças nas que já tem, remontar algumas e criar outras se preciso.
Fonte: Encenaçõesteatro.com

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.