Podcast Rádio Antiquis lança episódios sobre impactos da pandemia em festas populares 

Bate-papo reúne pesquisadores e produtores culturais para discutir consequências da covid-19 na Romaria de Bom Jesus da Lapa e Festas de Reis do Alto Sertão Baiano

Como ficam as tradições culturais e religiosas de rua em tempos de pandemia? Essa é a questão que norteia os dois episódios de estreia do podcast Rádio Antiquis que discute os impactos da Covid-19 na Romaria de Bom Jesus da Lapa e nas Festas de Reis do Alto Sertão baiano, a partir de um bate-papo entre pesquisadores e produtores culturais. O projeto é realizado através da parceria entre o Antiquis – Núcleo de Estudos do Sertão Primeiro e o Gepercs – Grupo de Estudos e Pesquisa em Educação, Religião, Cultura e Saúde da UNEB. O podcast será disponibilizado nas principais plataformas digitais: Spotify, Deezer e Youtube nos dias 28 e 31 de março, mais informações podem ser acompanhadas pelo instagram @antiquis.nucleo.

O podcast é conduzido por Anderson Cunha, coordenador do Antiquis e Sandra Célia Coelho, coordenadora do Gepercs. O primeiro episódio fala sobre a origem, tradição e perspectivas futuras da Romaria de Bom Jesus da Lapa, a maior da Bahia e a terceira maior do Brasil, e conta com a participação Krzystof Dworak, Doutor em Ciências das Religiões (PUC/SP), pesquisador de romarias e liturgia e  Rafaela Carvalho, Mestranda em Intervenção Educativa e Social. 

Já o segundo episódio traz o pesquisador e produtor cultural Luiz Benevides, que produz há mais de 34 anos o Festival de Terno de Reis de Caetité, e destaca os desafios de manter viva a tradição frente à nova realidade da saúde pública. Os participantes também discutem  a dificuldade na transmissão dos saberes às novas gerações e a preservação da memória cultural. “São tradições com séculos de história. A Romaria do Bom Jesus data do século XVII e existem Ternos de Reis na região que os descendentes tem relatos de dois séculos de atuação, ou seja, o que vivenciamos não tem precedente e o impacto é muito grande”, pontua Anderson Cunha.

Frente à importância dessas manifestações para a cultura identitária do sertão, onde a presença física se faz imprescindível para a realização das cerimônias, os convidados da Rádio Antiquis analisam os impactos e possíveis soluções no atual cenário de saúde pública. “A impossibilidade da realização dessas festas interromperam um ciclo sagrado de fé, de confraternização e renovação da vida em comunidade. É necessário entender o dano causado pela covid para que se possa pensar no futuro das tradições que dependem da presença física para se realizar”, explica Anderson. 

O projeto tem apoio financeiro do Estado da Bahia através da Secretaria de Cultura (Prêmio Cultura na Palma da Mão/PABB) via Lei Aldir Blanc, redirecionada pela Secretaria Especial da Cultura do Ministério do Turismo, Governo Federal.

SERVIÇO

Rádio Antiquis

28/03: Episódio 01 –  Ausência física: O impacto da pandemia do Covid-19 na Romaria do

Bom Jesus da Lapa

31/03 – Episódios 02 – Ausência física: O impacto da pandemia do Covid-19 no Reisado do

Alto Sertão da Bahia

Disponível nas principais plataformas de streaming

Saiba mais em: www.antiquis.com.br / @antiquis.nucleo

MAIS FOTOS EM ALTA AQUI: https://drive.google.com/drive/folders/1rygHGZmsMpvI_c4X38Q7SvdZnQJ7Ft3z?usp=sharing

Informações à imprensa

Gisele Santana (71) 98872-5492

contato@gicomunica.com

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.