Morro do Chapéu presente em Bom Jesus da Lapa na 46ª Romaria da Terra e das Águas

Esta é a primeira grande romaria do ano na cidade da fé

e Morro do Chapéus e organizou em 3 ônibus ,com aproximadamente 15 pessoas, em romaria, representando a Paróquia Nossa Senhora da Graça:

Com o tema “Bom Jesus, o Pão da Vida: Vocação e Fraternidade” e o lema “Perseverar na Comunhão, no Repartir o Pão e na Comunhão”, inicia-se, a partir do dia 7 de julho, um novo ciclo de romarias em Bom Jesus da Lapa, que vai até outubro de 2023, com o Tríduo e
Festa de Nossa Senhora Aparecida. O Cartaz e o tema das principais romarias realizadas na capital baiana da fé foram divulgadas nesta terça-feira(9) pelo Santuário do Bom Jesus da Lapa.


O ciclo de romarias do Santuário do Bom Jesus da Lapa começou no último final de semana, com a romaria do Terço dos Homens, no entanto a três principais romarias realizadas na cidade começam a partir de julho, com a Romaria da Terra e das Águas, e no início de gosto a Romaria do Bom Jesus. Já em setembro acontece a Romaria de Nossa Senha da Soledade.


A cidade de Bom Jesus da Lapa, tem a terceira maior romaria do País e é conhecida como a “Capital Baiana da Fé”. São mais de 300 anos de tradição, recebendo turistas e romeiros de todos os estados brasileiros e de outros países que vem à cidade para agradecer as bênçãos alcançadas, e principalmente renovar seus votos.

Começou nesta sexta, 07, a 46ª Romaria da Terra e das Águas, na Igreja da Lapa.

Já são 46 anos de mobilização, luta e devoção aos pés do Bom Jesus. “E, esse ano, contamos com a sua participação especial, seja de forma presencial ou online, para fazermos mais uma festa bonita por aqui”, convida a CPT (Comissão Pastoral da Terra).

A programação sempre começa, às 18h30, com a acolhida do povo das terras e das águas, na Esplanada. Logo depois, às 19h, tem Santa Missa de abertura ao vivo pela TV Bom Jesus.

Logo após a missa, que começa às 19 horas, haverá a abertura da 1ª Feira dos Povos das Terras e das Águas, na Praça Monsenhor Turíbio Vila Nova, próximo ao Santuário.

No sábado haverá a noite cultural, além de várias programações durante o dia.

Já no domingo, antes do encerramento, o ponto alto é a plenária, com a conclusão da carta, na Gruta de Nossa Senhora da Soledade, às 11 horas.

História

As romarias tem um sentido simbólico, acham sua fonte na própria marcha da humanidade. Sempre houve lugares que despertaram fascínio sobre as pessoas e para os quais as pessoas foram e vão à busca de algo para suas vidas.

As Romarias da Terra aconteceram na esteira do Concílio Vaticano II, que acabou com a ruptura entre povo, palavra e altar. As Romarias tradicionais essencialmente buscam o altar e o Santo, as Romarias da Terra introduziram a “Palavra”, a reflexão. As Romarias da Terra têm um caráter ecumênico e ainda mais macro-ecumênico, incorporando ritos e símbolos de outros religiões ao universo católico. As Romarias da Terra valorizam o religioso, e não falham na sua contribuição profética. Nelas se busca mais que confortar o coração, se busca a transformação da sociedade, a construção do Reino de Deus.

Bom Jesus da Lapa: pioneirismo

A CPT realiza Romarias da Terra desde 1978. As primeiras se deram no Rio Grande do Sul e em Bom Jesus da Lapa, Bahia. Há grande diversidade de Romarias, tanto pela periodicidade com que são realizadas, quanto aos locais.

Algumas são realizadas pelos regionais anualmente, outras a cada dois ou três anos. Outras não têm periodicidade definida.

Alguns regionais realizam suas romarias em lugares tradicionais de romaria, como na Bahia, no Santuário do Bom Jesus da Lapa.

O mais comum é que as Romarias da Terra se realizem em lugares marcados por algum fato significativo da luta pela terra: um conflito, a conquista da terra, etc.

A maior parte das Romarias é de âmbito regional ou estadual. Algumas são diocesanas.

Na primeira década do ano 2000, as Romarias começaram a se chamar de Romarias da Terra e das Águas.

http://visto24horas.com.br

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *