Flacidez abdominal? Conheça os tratamentos

Se você sofre com a flacidez na barriga, confira quais são as melhores formas de combatê-la!

A barriga flácida pode ser um grande incômodo e causar, principalmente, problemas psicológicos, com sintomas preocupantes como o medo, a insegurança, o afastamento do convívio social e até o mau humor, em um número ainda maior nas mulheres.

Felizmente, nos dias de hoje, os tratamentos para esse problema estético estão cada vez mais melhores e mais acessíveis, possibilitando que as mulheres afetadas consigam fazer as pazes com a aparência e recuperar a autoestima.

Veja a seguir quais são as possíveis causas da flacidez abdominal e quais são os tratamentos disponíveis atualmente no mercado.

O que é a flacidez?

A flacidez é caracterizada pela perda da sustentação e da firmeza da pele ou do músculo. Ela ocorre quando a tonicidade se perde ou é danificada, causando o aspecto de “caído”.

Esse processo é natural e se associa a falta de fibras, que são responsáveis pela sustentação da pele, ou, ainda, pela ausência de elastina e colágeno.

São dois os tipos de flacidez: dérmica e muscular. Elas se diferem tanto pelo nível quanto pelos tratamentos.

Quando se pensa em flacidez dérmica, refere-se àquela que se vê na própria pele, isto é, é mais superficial e, consequentemente, mais fácil de se tratar. A causa, no geral, envolve a desorganização das fibras.

Já no caso da flacidez muscular, ela se encontra em níveis mais profundos e, obviamente, tem o tratamento mais difícil. Ela ocorre devido à própria perda das fibras de sustentação, e não apenas à desorganização.

Quais são as principais causas da flacidez abdominal?

A flacidez pode ser causada tanto por fatores naturais quanto por alguns maus hábitos que desenvolvemos no nosso dia a dia.

É claro que, nos casos de causas naturais, são relativamente inevitáveis. Isso porque fogem do nosso controle. Entretanto, com o aperfeiçoamento da estética, é possível desacelerar esses processos e suavizar os efeitos.

Já nos casos decorrentes de mau hábito, a solução é um pouco mais simples, ou seja, basta eliminá-los.

Confira a lista de quais são os principais motivos que causam a flacidez:

  • Envelhecimento;
  • Gravidez;
  • Obesidade;
  • Efeito sanfona;
  • Sedentarismo;
  • Má alimentação;
  • Baixa hidratação;
  • Exposição solar sem proteção;
  • Uso de cigarros e bebidas alcoólicas.

É possível prevenir?

É claro que não se pode se iludir e pensar que existem milagres, porém, é possível, sim, evitar e prevenir a flacidez abdominal. 

A partir das causas que já aqui foram citadas, basta evitar e controlar o surgimento e o agravamento do quadro, seguindo as seguintes dicas:

  • Evitar o consumo de cigarros e bebidas alcoólicas, já que, além da flacidez, causam diversos malefícios para a saúde como um todo;
  • Aumentar a ingestão diária de água, porque a hidratação é essencial para se manter a qualidade da pele, por essa razão, tome aproximadamente dois litros de água a cada dia;
  • Consumir alimentos ricos em proteínas, pois são extremamente importantes para a manutenção dos músculos, quanto mais balanceada for sua dieta, mais seu corpo agradecerá;
  • Praticar exercícios físicos, porque, assim como nos casos anteriores, são excelentes para a saúde geral e, inevitavelmente, para a aparência.

Quais são os tratamentos disponíveis para a flacidez?

Em alguns casos, somente a mudança de hábitos sugerida acima não é suficiente para combater a flacidez abdominal, o que pode ser frustrante para muitas pessoas. Entretanto, graças aos tratamentos estéticos disponíveis, há solução.

Continue a leitura a seguir e veja quais são as melhores opções para acabar com o seu incômodo e proporcionar a aparência desejada.

Radiofrequência

A radiofrequência é feita com o auxílio de um aparelho que emite ondas eletromagnéticas capazes de agitar as moléculas de água presentes nos tecidos, o que gera calor. 

Ao aquecer as camadas mais profundas, as fibras de elastina e colágeno são contraídas, o que confere maior firmeza para a pele.

Além disso, ocorre também o estímulo para a produção de novas fibras de colágeno e o rompimento das células de gordura, o que facilita a sua eliminação.

Criofrequência

A criofrequência é realizada através de um choque térmico. É utilizada uma ponteira que aplica temperaturas que podem chegar até a -10°C sobre a pele, em conjunto com a radiofrequência mono e multipolar, gerando um calor de aproximadamente 60°C.

Como resultado, há a mobilização das células de gordura e a estimulação da produção das fibras de elastina e colágeno, sem que ocorra queimaduras na pele.

Ultra Accent XL

O procedimento conhecido por Ultra Accent XL combina a radiofrequência com um ultrassom seletivo, o Shear Waves, que em conjunto estimulam o colágeno e facilitam o rompimento e eliminação das células de gordura, gerando mais sustentação.

Intradermoterapia

Esse tratamento nada mais é do que a injeção de algumas substâncias, como o ácido hialurônico, o silício, a vitamina C e o DMAE em uma camada intermediária da pele que, em conjunto, combatem a flacidez abdominal.

Infravermelho

A luz infravermelha promove a retração da pele e o aumento da produção de elastina e colágeno, em uma camada mais superficial da pele, sendo mais indicada para casos mais brandos.

Power Shape

Essa é uma técnica que combina laser, sucção a vácuo e radiofrequência em um único aparelho, potencializando os resultados e garantindo uma barriga mais firme.

Corrente russa

Muito indicada para casos em que a flacidez é muscular, aplica-se uma corrente elétrica de intensidade controlada, que produz a contração muscular. O resultado, além da firmeza, envolve também sustentação e estimulação sanguínea e linfática.

Corrente galvânica

A corrente galvânica também tem baixa intensidade e passa de um eletrodo para o outro, fazendo uma pequena agressão na pele. Ao cicatrizar, forma-se o tecido de colágeno que preenche as lacunas existentes, aumentando a firmeza da pele.

Carboxiterapia

Nesse procedimento, aplicam-se injeções de gás carbônico na pele, promovendo maior fluxo de sangue e oxigenação, além de novas fibras de elastina e colágeno.

Abdominoplastia

Há hipóteses em que os tratamentos estéticos não trazem os resultados desejados. A plástica na barriga é a solução.

Alguns pacientes necessitam fazer uma abdominoplastia pós bariátrica devido ao excesso de pele ocasionado pela rápida perda de peso, por exemplo. Nesses casos, é possível haver, até mesmo, reembolso pelo convênio médico.

Procure um profissional qualificado e descubra qual o melhor tratamento para você se livrar da indesejada barriga flácida!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.