William Bonner diz que nome do filho foi usado em fraude no auxílio emergencial

Apresentador denunciou caso no Twitter e disse que há três anos ele e um dos três filhos vêm sendo vítimas de estelionatários

O jornalista e apresentador do “Jornal Nacional” William Bonner denunciou nesta quinta-feira (21), no Twitter, o uso dos dados de um de seus filhos em uma fraude envolvendo o auxílio emergencial de R$ 600 dado pelo governo federal a cidadãos em situação de risco por conta da pandemia do coronavírus.

Bonner é pai dos dos trigêmeos Vinícius, Laura e Beatriz, fruto do seu relacionamento com Fátima Bernardes. De acordo com o âncora, ele ficou sabendo da fraude após ser procurado pelo jornal “Meia Hora” para repercutir o uso de dados do filho em um pedido de auxílio. Ele afirma que o jornal resolveu não publicar a matéria, mas alertou para os repetidos ataques a seus filhos.

William Bonner @realwbonner 21 de mai de 2020
Organizando em thread pra facilitar a leitura: Interrompo meu silêncio no Twitter para denunciar uma injustiça e uma fraude com dinheiro público. Primeiro, a injustiça.

William Bonner @realwbonner
Estelionatários têm usado há 3 anos o nome e do CPF de meu filho para fraudes, como a abertura de empresas ou a contratação de serviços de TV por assinatura, entre outras.
Bonner disse esse não é o primeiro caso de tentativa de estelionato contra ele e seu filho. “Há 3 anos, meu filho tem sido alvo de golpes de estelionatários, denunciados à polícia”, afirmou o jornalista na rede social. Mas Bonner ressaltou que, dentre outros já vividos, esse é mais grave por envolver dinheiro público. Seu filho não está no grupo de pessoas que poderia ser beneficiado, mas, de acordo com o âncora, seu CPF foi aprovado.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: