TABELIONATO DE NOTAS EM MORRO DO CHAPÉU EXPANDE TRABALHOS ATRAVÉS DO E-NOTARIADO

Em entrevista ao CNB/BA, a tabeliã Ada Guimarães destaca a importância da tecnologia para o bom andamento dos trabalhos na pandemia

Instalado em 26 de maio de 1837, o Tabelionato de Notas com Função de Protesto da Comarca de Morro do Chapéu, na Bahia, tem 180 anos de história, e investe na capacitação constante dos colaboradores. Nesta reportagem do projeto Notários Baianos em Pauta, a titular do cartório, Ada Guimarães Santos, conta ao Colégio Notarial do Brasil – Seção Bahia (CNB/BA) como o investimento em tecnologia e a adaptação aos serviços eletrônicos auxiliaram a manter o alto nível na prestação de serviços aos usuários.

Tendo já atuado como advogada, procuradora e escrivã, Ada Guimarães assumiu a unidade em março de 2017, após ter realizado o 1º Concurso de Provas e Títulos do Tribunal de Justiça da Bahia (TJ/BA). Um dos seus principais objetivos como tabeliã foi sempre melhorar os serviços oferecidos à população, e para isso vem investindo na informatização e capacitação constante de seus colaboradores. Para a ela, o bom atendimento é algo que importa muito, pois a população se sente mais confiante com os trabalhos.

Atualmente, a equipe é formada por oito colaboradores, sendo dois funcionários e seis estagiários, e atende o município de Mulungu do Morro, além dos distritos e municípios: Camirim; Dias Coelho; Duas Barra do Morro; Tamboril; Ventutra; Cafarnaum; Mulungu do Morro; Canudos; Várzea do Cerco; Angelim e Icó.

Segundo Ada Guimarães o avanço da tecnologia dentro dos cartórios tem diso fundamental. “Em nossa serventia possuímos muitas escrituras históricas, como de compra e venda de escravos, e a tecnologia vem nos auxiliando bastante. Para mim, é um avanço em termos de atendimento, uma vez que hoje as pessoas não precisam esperar tanto para serem atendidas”, contou.

Estando a frente do cartório, Ada Guimarães tem um olhar voltado para os jovens. Os planos para o futuro são desenvolver trabalhos que façam a ligação da mocidade com o futuro profissional. “Futuramente pretendemos desenvolver projetos de profissionalização de jovens através do primeiro emprego. Acredito que isso traga um valor a vida dos nossos jovens baianos”, disse a tabeliã.

Pandemia e trabalho

Com a forte onda da pandemia em 2020 os trabalhos foram reduzidos, o que tornou bem complicado o funcionamento da unidade, que mesmo assim conseguiu manter um bom ritmo tomando todos os cuidados necessários para evitar o contágio. “Com esse período de pandemia, diminuímos o horário de atendimento para às 16 horas, só aceitando atender clientes que estivessem com máscaras e respeitando o distanciamento social, disponibilizando álcool para todos”, contou Ada Guimarães.

Os planos para 2021 visam dar continuidade e aprimorar os trabalhos que já vem sendo feitos, com o máximo de segurança e sempre prestando os cuidados devidos, contando ainda com a plataforma e-Notariado para a prática de atos eletrônicos. “Enquanto houver pandemia, não queremos por pessoas em risco, então resolvemos expandir os trabalhos, e o e-Notariado vem nos ajudando bastante em relação a isso, pois assim conseguimos evitar aglomerações no cartório”, completou.

Quer participar do projeto do CNB/BA?

Envie as informações iniciais da história e inovações da serventia que queira compartilhar para o e-mail da assessoria do CNB/BA cnbbahia17@gmail.com. A equipe de Comunicação retornará o contato para dar continuidade à reportagem.

Participe desta iniciativa junto ao CNB/BA!

Fonte: Assessoria de Comunicação do CNB/BA

http://cnbba.org.br/http://cnbba.org.br/

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: