Socorrista enfrenta medo de agulha, toma vacina da COVID e desmaia em Itumbiara

O socorrista Rodrigo José dos Santos, 38 anos, que trabalha no Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), desmaiou no momento em que tomava vacina contra covid-19 na última quarta-feira. Rodrigo, também conhecido como “Cupim”, tem fobia a agulhas. Colegas registraram o momento.

A prefeitura de Itumbiara refere-se a Rodrigo como um profissional antigo do Samu e muito dedicado ao trabalho. Diz também que “Cupim” está bem e vai tomar a segunda dose – o que deve acontecer dentro de duas ou três semanas.

A assessoria informou ainda que o socorrista não tem dificuldade em aplicar agulha em outras pessoas, só nele mesmo. O Mais Goiás também solicitou um posicionamento oficial sobre o curioso caso e irá atualizar a matéria assim que o tiver.

Encarar o medo

Ao Mais Goiás, Rodrigo disse que para aqueles que estão na linha de frente, todo cuidado é pouco e, por isso, é importante tomar a vacina. O socorrista afirma ainda que espera que sua atitude sirva de exemplo para outras pessoas encararem suas fobias.

Ele também disse que é importante mostrar a atuação dos socorristas do Samu, que muitas vezes são esquecidos. “Também estamos na linha de frente.”

Questionado se volta para segunda dose ele riu, mas disse que sim. Ele só não sabe se vai ser filmado, novamente.

Vacinação

Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) aprovou o uso emergencial das vacinas, no País, no último domingo (17), e o governador Doria iniciou a vacinação no mesmo dia, antes da distribuição Ministério da Saúde — ato classificado pelo ministro Eduardo Pazuello como ilegal.

Em Goiás, a primeira vacina contra a Covid foi ministrada na tarde de segunda-feira (18), em Anápolis. A pessoa escolhida foi Maria Conceição da Silva, de 73 anos, moradora do abrigo Abrigo dos Velhos Professor Nicephoro Pereira da Silva.

http://emaisgoias.com.br

 

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: