Saúde precisa ‘esclarecer’ questão dos 6 milhões de testes prestes a vencer, diz Mourão

Após o jornal O Estado de S. Paulo revelar que 6,86 milhões de testes adquiridos pelo Ministério da Saúde perdem a validade em janeiro de 2020, o vice-presidente Hamilton Mourão afirmou, nesta segunda-feira (23), que essa questão precisa ser esclarecida pelo Ministério da Saúde. Até o momento, os testes não foram distribuídos para a rede pública.

“Tem que buscar o esclarecimento lá com o Ministério da Saúde. Não estou ciente disso. Não é um assunto que passa por mim, não tenho o que declarar a respeito. Tem que ver lá com eles lá”, disse nesta manha, para jornalistas, quando chegou à Vice-Presidência.Os testes que estão parados são do tipo RT-PCR.

 

O Sistema Único de Saúde aplicou, até hoje, cinco milhões de testes desse tipo. A versão do Ministério da Saúde é de que os testes só são entregues quando os estados pedem.

 

O governo está tentando prorrogar o vencimento dos produtos para evitar o descarte, conforme mostrou a reportagem do Estadão. Entretanto, é preciso a autorização da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) para que esse movimento seja feito.

 

A pasta precisaria provar a eficácia e segurança do teste após o vencimento, que ocorre em oito meses. O local de armazenamento do produto é um depósito do ministério em Guarulhos (SP), onde é mantido a -20 ºC.

http://noticiasdagente.com.br

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: