Nem deu tempo festejar: Morro do Chapéu registra homicídio após 6 meses sem este tipo de crime na cidade

Lamentável mas, verdadeiro!

Após 6 meses sem registrar homicídios, fato que não ocorria a mais de 12 anos, o domingo (11), quebrou a estatística e um menor foi a vítima como vai mostrar o boletim da Polícias Civil. Antes, vamos recordar a matéria LRN do último sábado (09), quando entrevistamos o Delegado Dr. Marcus Pina. Acompanhe:

A seguir, o registro do homicídio desta noite de domingo, em Morro do Chapéu:

POLÍCIA CIVIL DA BAHIA
14° COORPIN
DELEGACIA TERRITORIAL DE MORRO DO CHAPÉU/BA
OCORRÊNCIA: HOMICÍDIO CONSUMADO E TENTATIVA DE HOMICÍDIO
VÍTIMAS: A O.S e K.S.O, ambos menores de idade
PROCEDIMENTO: LEVANTAMENTO DE LOCAL DE CRIME
DATA: 11/07/2021
HORA: 22:00h
LOCAL: Rua Novo Horizonte, Serrinha, Morro do Chapéu/BA

Na data de hoje, por volta das 22:00h, a Polícia Civil recebeu a informação de que nas proximidades do Bairro Serrinha, nesta urbe, 02 (dois) indivíduos teriam sido alvejados por disparos de arma de fogo enquanto trafegavam em via pública. De pronto, os Investigadores de Polícia dirigiram-se até o local do fato, oportunidade na qual constatou-se o óbito de um dos indivíduos, ora identificado como A.O.S, menor de idade (16 anos). Numa análise preliminar, verificou-se que o referido foi alvejado por um único disparo na região das costas.
Ato continuo, a fim de averiguar o estado de saúde da outra vítima, a equipe foi ao Hospital São Vicente de Paulo e constatou que o também menor de idade K.S.O (17 anos), havia sido alvejado na perna direita, porém encontrava-se estável. Diante das constatações, o Departamento de Polícia Técnica foi acionado para realizar a remoção do cadáver de A.O.S, bem como demais procedimentos de praxe. Considerando que uma das vítimas é reconhecidamente contumaz na prática delitiva, uma vez que possui inúmeras passagens nesta Delegacia de Polícia, acredita-se que a motivação do crime tenha relação com o tráfico de drogas. De tal modo, foram iniciadas as apurações a fim de identificar a autoria delitiva.

Fonte: Polícia Civil da Bahia

https://instagram.com/policiacivilba?utm_medium=copy_link

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: