‘Insensível, você diz!’

O título não é uma simples alusão ao sucesso dos Titãs. Não!

O período de isolamento social e de home office tem proporcionado verdadeira revolução à vida de artistas, políticos, profissionais da imprensa, secretários e assessores têm recorrido ao mundo virtual para deixar seu recado mais próximo de todas e todos. Quando esta mídia se soma ao rádio ou à tv, ratifica a superioridade que o meio de comunicação de massa mais popular – o rádio, ainda exerce sobre os demais, comprovado inclusive, em pesquisa recente.

A mídia escrita virtual também tem se utilizado de áudios e vídeos para passar informações importantes, levar entretenimento, também através de uma boa leitura, enfim, todos têm se adaptado à nova realidade que, por tão cedo, não será velha e certamente deixará inúmeros aprendizados.

LRN, por exemplo, tem trazido Lives temáticas, de segunda a sexta, sempre no final da tarde, tratando dos diversos assuntos do nosso dia-a-dia e é óbvio que não poderíamos deixar de fora o assunto do momento: COVID-19 e seus desdobramentos negativos e se é possível, positivos também!

O que nos trouxe surpresa foi a manifestação de uma leitora, através do e-mail do nosso site, quanto a uma Live realizada nesta sexta feira – a descrição é da leitora, na qual, o assunto abordado foi de muito interesse pessoal e não de interesse geral, comunitário. Não por acaso, recortes da Live apareceram em rede social e nós não queremos acreditar que uma coisa tenha ligação com a outra, porém, em respeito à nossa leitora, segue o texto na íntegra e os trechos de vídeos:

Insensível: enquanto Pandemia de coronavírus assusta o país, Juliana só pensa em política.

Enquanto o mundo enfrenta um inimigo mortal, mais de 26 mil famílias em nosso país sentem a perda de entes queridos pela Covid-19, profissionais de saúde se expõem ao perigo, comerciantes amargam prejuízos e pais e mães de família perdem o emprego,
Juliana Araújo, vice-prefeita de Morro do Chapéu, lança sua candidatura ao vivo em rede social diretamente Salvador.

Como morrense, eu me nego a aceitar, curtir, compartilhar ou parebenizar alguém cujo intuito é e sempre foi politico pessoal e, como provado neste caso, nunca pensou em nossa gente.

Neste momento de pandemia, Morro do Chapéu precisa de união e não de pessoas que semeiam a discórdia, que compra apoio político, que usa de um veículo de informação para difamar e denegrir os outros.

Em 40 minutos de live, Juliana sequer toca no assunto pandemia. É estarrecedora a insensibilidade da vice-prefeita.

Mesmo sabendo que ela nasceu em berço de ouro e vem de família política, confesso que ainda esperava que ela tivesse um pouco de preocupação com as pessoas mais necessitadas. Acreditava que mesmo morando na capital, ela tinha o mínimo de afeto pela nossa gente sofrida, que agora amarga uma das maiores crises da história de Morro do Chapéu. Que decepção.

Juliana perdeu a oportunidade de mostrar amor por Morro do Chapéu e por sua gente, o que agora está claro que ela nunca teve.

Em sei discurso, sua ambição pessoal ficou acima do compromisso com a cidade e as pessoas. Na sua fala não há o intuito de ajudar, unir, agregar. Apenas se autopromover.

O momento é de campanha para ajudar e não para se eleger. Até porque não se sabe sequer se haverá eleição este ano e enquanto ela monta o seu palanque, nossa gente sofre nos hospitais, nas filas da Caixa e do desemprego.

Ultimamente, as pessoas têm se utilizado da virtualidade e da Lei que diz que a fonte jornalística vai para o túmulo com o profissional, salvo o caso de que a justiça entenda e determine sua divulgação, fato desconhecido até o momento.

LRN agradece imensamente à confiança depositada na preservação da fonte e publicação do conteúdo.

A seguir, o link que traz a íntegra da Live:

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: