Empresas do setor elétrico se unem em ações de enfrentamento à Covid-19

Empresas do setor elétrico se unem em ações de enfrentamento à Covid-19

 

Empresas de todos os segmentos do setor elétrico (geração, transmissão, distribuição e comercialização de eletricidade) se uniram em uma campanha com o objetivo de arrecadar recursos para o fundo emergencial da Fiocruz, em apoio à produção e aquisição de kits de testes diagnósticos para a Covid-19. Os testes são essenciais para a identificação de pacientes com o vírus.

Até hoje (9 de abril), seis empresas (Enel, Energisa, ENGIE, Isa Cteep, Light e Neoenergia) já assumiram o compromisso com as doações, que totalizam o valor de 9 milhões de reais.

A campanha continua e a expectativa é de que nos próximos dias outras empresas passem a fazer parte do programa “Unidos Contra a Covid-19” da Fiocruz.

O Instituto Acende Brasil está coordenando esta campanha junto ao setor elétrico e novas doações são bem-vindas no 11 96429-0559.

 

Sobre a ENGIE

 

A ENGIE Brasil é a maior produtora privada de energia elétrica do Brasil, com capacidade instalada própria de 10.211MW em 61 usinas, o que representa cerca de 6% da capacidade do país. A empresa possui quase 90% de sua capacidade instalada no país proveniente de fontes renováveis e com baixas emissões de GEE, como usinas hidrelétricas, eólicas, solares e biomassa.

 

Com a aquisição da TAG, a ENGIE é agora também detentora da mais extensa malha de transporte de gás natural do país, com 4.500 km.

 

Além disso, o Grupo atua no Brasil na comercialização de energia no mercado livre e está entre as maiores empresas em geração fotovoltaica distribuída. A empresa possui ainda um portfólio completo em soluções integradas responsáveis em reduzir custos e melhorar infraestruturas para empresas e cidades, como eficiência energética, monitoramento e gerenciamento de energia, gestão de contratos de fornecimento de eletricidade, iluminação pública, sistemas de HVAC, telecomunicação, segurança e mobilidade Urbana. Contando com 2.300 colaboradores, a ENGIE teve no país em 2018 um faturamento de R$ 9.3 bilhões.

 

O Grupo é uma referência global em energia e serviços de baixo carbono. Para fazer frente às mudanças climáticas. Para fazer frente às mudanças climáticas, a ambição da ENGIE é se tornar líder global da transição para uma economia de baixo carbono para os clientes, em particular empresas e autoridades locais.  A ENGIE se apoia nas suas atividades chave (energia renovável, gás, serviços) para oferecer soluções competitivas turnkey “as a service”. Com seus 160.000 colaboradores, clientes, parceiros e stakeholders, o Grupo é uma comunidade de Construtores Imaginativos, comprometidos a cada dia com um progresso harmonioso.

 

Receita em 2018: 60,6 bilhões de euros. O Grupo está cotado nas bolsas de Paris e Bruxelas (ENGI) e é representado nos principais índices financeiros (CAC 40, DJ Euro Stoxx 50, Euronext 100, FTSE Eurotop 100, MSCI Europe) e índices não-financeiros (DJSI World, DJSI Europe e EuronextVigeoEiris – World 120, Eurozone 120, Europe 120, France 20, CAC 40 Governance).

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: