Antônio Dourado traz: Natalino Dias de Brito (10.04.1917 – 01.05.1986)

Foi o segundo dos quatro filhos do casal Alexandrino Cavalcante de Souza, natural da comunidade quilombola de Barra II e de Maria Porfíria Dias de Brito, natural de Tabua, da qual herdou o sobrenome.

Segundo sua filha Maria Deleuze Oliveira Brito, em seus 69 anos de vida ele trabalhou muito, inclusive como faxineiro da antiga escola Coronel Dias Coelho, hoje colégio Nossa Senhora da Graça, até firmar-se como comerciante.

Começou a estudar muito tarde e apenas concluiu o antigo 3°ano primário. Foi, por duas vezes, nomeado pela Secretaria do Interior e Justiça para exercer o cargo de 1° Juiz de Paz do Distrito de Morro do Chapéu; a primeira em 24 de Abril de 1941 e a segunda vez em 19 de Abril de 1944

Foi eleito vereador por três vezes: em 21 de Dezembro de 1947, 03 de Outubro de 1950 e em 15 de Novembro de 1972.

Era negro, olhos pretos, estatura mediana.

Contraiu núpcias com Eulina Dias Coelho, popularmente conhecida como Tuzinha. Da união nasceu Erasto Dias de Brito, filho único do casal, que lhe deu 23 netos. Fora do casamento Natalino teve mais 4 filhos.

Da relação com Albertina Oliveira Soares (na época dona de uma pensão situada na avenida Coronel Dias Coelho, esquina com o consultório odontológico de Dr Joaquim, nesta cidade), nasceu Maria Deleuza Oliveira Brito, que casou com Esperidião Nunes da Silva Neto. O casal teve os filhos Davison e Tiago e a filha Barbara, além de sete netos e um bisneto;

Da relação com Antonieta Duque da Silva, nasceram três filhos: Rosilesio Duque da Silva Brito (que faleceu criança), Rosilane Duque da Silva Brito e Evandro Duque da Silva Brito.

Rosilane é mãe de Natalia e Friandes, enquanto Evandro é pai de Henrique.

Natalino sempre foi um pai extremoso, amigo, muito presente na vida dos filhos.

Seus irmãos foram:

  1. o mais velho, Atanael Dias de Brito, casado com Orminda Batista de Oliveira, teve 07 filhos.Era um ativo colaborador (Presidente) da Minerva, Trabalhou nos Correios, transportando cartas e encomenda na região entre Morro do Chapéu e Utinga e Ponte Nova;
  2. Antonita que faleceu criança;
  3. O terceiro dos irmãos Ataíde Dias de Brito, era musico e casou a primeira vez com Carlinda Silva dos Santos Após separar-se, Ataíde casou com Terezinha Silva dos Santos, irmã da primeira esposa, com quem teve quatro filhos.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: