Abono do PIS será pago pelo Caixa Tem

Medida vale para trabalhadores que não têm conta no banco; veja calendário de pagamento de 2020/2021

A Caixa Econômica Federal anunciou nesta sexta-feira (4) que passará a pagar o abono do PIS 2020/2021 dos trabalhadores que não possuem conta no banco pelo aplicativo Caixa Tem, por meio da criação de um conta-poupança digital para cada trabalhador.

A partir da próxima terça-feira (8), as contas digitais serão abertas de forma automática e gratuita para o recebimento do benefício, sem a necessidade de apresentação de documentos ou o comparecimento dos trabalhadores às agências.

Neste dia, também será feito o pagamento dos trabalhadores nascidos entre julho e novembro que têm direito ao benefício mas ainda não sacaram (veja o calendário de pagamento abaixo).

A movimentação do dinheiro será feita pelo Caixa Tem, assim como a dos beneficiários do auxílio emergencial que não eram correntistas do banco. O abono salarial ficará disponível até 30 de junho de 2021.

Anteriormente, o trabalhador que não possuía conta na Caixa precisava ir até uma agência do banco com documento em mãos para fazer a retirada do benefício. Segundo a Caixa, desde 22 de outubro, com a sanção da lei nº 14.075/2020, União, estados e municípios podem realizar pagamentos de diversos benefícios sociais por meio da contapoupança digital, disponível no Caixa Tem.

Para quem já tem conta na Caixa, nada muda. Os créditos serão realizados nas contas existentes e os valores poderão ser movimentados com a utilização do cartão da conta ou pelo aplicativo do banco.

De acordo com a instituição, a conta poupança digital não tem tarifa de manutenção e possui limite mensal de movimentação de R$ 5.000. O trabalhador poderá usar o Caixa Tem para realizar compras com cartão de débito virtual e fazer o pagamento de contas pelo próprio aplicativo.

Se preferir, o beneficiário poderá sacar o dinheiro do abono em terminais de autoatendimento, lotéricas e correspondentes da Caixa a partir da geração de token diretamente no Caixa Tem.

Abono do PIS

Tem direito ao benefício o trabalhador de empresa privada inscrito noPIS há pelo menos cinco anos e que tenha trabalhado formalmente para empregador inscrito no CNPJ (Cadastro Nacional de Pessoas Jurídicas) por pelo menos 30 dias em 2019, com remuneração mensal média de até dois salários mínimos, o que dá R$ 2.090 hoje.

Também é necessário que os dados do trabalhador estejam corretamente informados pelo empregador na Rais (Relação Anual de Informações Sociais) de 2019. Trabalhadores da iniciativa privada têm direito ao PIS e servidores públicos que se encaixam nos requisitos recebem o Pasep.

O valor do benefício varia de R$ 88 a R$ 1.045, de acordo com a quantidade de dias trabalhados durante o ano de 2019. O trabalhador pode consultar o valor do benefício no Aplicativo Caixa Trabalhador, no site da Caixa (www.caixa.gov.br/abonosalarial) ou pelo Atendimento Caixa ao Cidadão: 0800-7260207.

Abono do Pasep

Já os funcionários de órgão público que possuem inscrição no Pasep recebem o pagamento do abono pelo Banco do Brasil e, para eles, nada muda. Segundo a instituição, o valor do benefício também varia de R$ 88 a R$ 1.045, de acordo com a quantidade de dias trabalhados durante o ano de 2019.

O servidor pode consultar informações sobre esse benefício pelos telefones da central de atendimento do Banco do Brasil: 4004-0001 (capitais e regiões metropolitanas), 0800 729 0001 (demais cidades) e 0800 729 0088 (deficientes auditivos).

Abono salarial 2019/2020

Os trabalhadores com direito a receber o benefício no calendário 2019/2020 que não realizaram o saque até o dia 29 de maio de 2020 têm uma nova oportunidade de sacar os valores.

O abono salarial referente àquele exercício será liberado novamente no calendário 2020/2021. O saque vai até o dia 30 de junho de 2021, na Caixa e no Banco do Brasil.

http://agora.folha.uol.com.br

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: