UVA E VINHOS, PERSPECTIVAS DE FUTURO. Estudantes colhem uvas em estação experimental.


A vocação de Morro do Chapéu para  o cultivo de frutas de clima temperado vem de muitos anos.

Seu solo e condições atmosféricas são perfeitos para o plantio. Desde a descoberta da sua capacidade produtiva ao semear as primeiras sementes de tomates especiais e, em seguida, morangos, o município passou a ser visto como potencial foco de produção dessas culturas.

Porém, ao serem notadas  as qualidades de suas terras e a conjuntura climática local, especialistas estrangeiros se aliaram a empresários Brasileiros para a implantação do cultivo de videiras visando produzir vinhos finos .

Hoje, esta atividade é uma realidade diante da criação de uma área experimental administrada pela associação de pequenos criadores de Morro do Chapéu.

Na sexta-feira, 25, alunos do curso do CETEP visitaram as videiras para fazer aula de campo e executar colheita com instrução de professor da área.

Para os estudantes a atividade foi de grande importância para o desenvolvimento do aprendizado.

A formação como profissionais do setor irá favorecer, de maneira decisiva, o bom desempenho agroindustrial vinícola que deixa de ser uma perspectiva e se torna uma realidade na geração de emprego e renda, além de fazer crescer substancialmente a arrecadação no município.      

AGECOM 29/08/2017

Comments

Comentários

Anterior Encontro de fanfarras em Jacobina. Clique na imagem!
Próxima CDL Morro do Chapéu homenageia o dia do Vendedor Lojista. Clique na imagem!