Prefeito de Várzea Nova irá exonerar parentes de cargos comissionados…


O Ministério Público do Estado da Bahia (MPE) está de olho nos casos de nepotismo em prefeituras do interior.Nesses primeiros cincos meses do ano, o órgão já notificou dezenas prefeituras baianas por cargos dados pelos prefeitos a seus familiares.

O cerco também vem se fechando na região.

Nesta sexta-feira (09/06), foi a vez da Prefeitura de Várzea Nova também ser notificada por suposta prática de nepotismo na gestão pública municipal. Em audiência no Ministério Público Estadual,  no gabinete da 5ª Promotoria de Justiça em Jacobina, o prefeito João Hebert Araújo, popularmente conhecido como Joãozinho (PSL), se comprometeu com a promotora de justiça Milena Moreschi, que irá exonerar todos os cargos em comissão ocupados por seus familiares, bem como dos secretários, do vice-prefeito e vereadores.  O prefeito também se comprometeu em enviar o decreto de exoneração, no prazo de 10 (dez) dias.

Esta decisão foi fundamentada no procedimento nº 702.0.124865/2016, através de representação protocolada no Ministério Público Estadual, por pessoas da sociedade e pelos vereadores de oposição, Nilton Moreira (PSDB), Adilton Maia (PSB) e Raimundo Ferreira (PMDB).

“Secretários não serão exonerados”, afirma prefeito Joãozinho

Segundo o prefeito Joãozinho, os titulares de cargos de secretários não estão na lista dos servidores que poderão ser exonerados pela Prefeitura de Várzea Nova  por prática de nepotismo. Ele esclareceu que o Ministério Público não orientou a exoneração de secretários por trata-se de “agentes políticos”.

O prefeito ainda acrescentou que há familiares seus exercendo cargos de confiança na gestão municipal.

Veja abaixo trecho da recomendação do Ministério Público:

Comments

Comentários

Anterior Mandato Coletivo informa: hoje, 12 de junho, último dia a que foram prorrogadas as inscrições para o Universidade para Todos.
Próxima Associação do Vale Ouro recebe máquinas de costura e apresenta indicações ao PPA.