Manifestação de moradores de Tabua de Várzea Nova fecha estrada de eólica


Na manhã desta sexta-feira, 03 de março, por volta das 9h, enquanto acontecia uma reunião na Câmara de vereadores de Várzea Nova, moradores do povoado de Tabua, extremo norte do município, divisa com Ourolândia, fecharam a estrada vicinal aberta pela empresa 2A, terceirizada responsável por parte das obras do Parque Eólico da serra da Babilônia, numa tríplice fronteira (Morro do Chapéu, Várzea Nova, Ourolândia), com escritório montado nas duas últimas cidades, que segundo informações colhidas pela nossa redação, tal estrada está sendo aberta rompendo as cercas das fazendas da região, autorizada pelos proprietários, tendo como contra partida,os postos de trabalho para os filhos e moradores.

É exatamente aí que está o x da questão, as empresas – além da A2 há outras duas atuando mas, os nomes não foram passados, não estão cumprindo o acordo de cessão de terreno em troca de emprego.

 

Nas fotos, os vereadores Sérgio da Nabla, Daiane da Social, Paulão do Mulungú, Raimundinho da Tabua, Nilton Moreira e Adilton Maia, estiveram presentes apoiando a manifestação mas, colocando-se como mediadores da melhor solução para o problema.

Informações chegam á nossa redação através da rede social do vereador Nilton Moreira que, em reunião com todos os vereadores citados acima e ainda, com a presença de um representante da Rio Energy, escritório de Ourolândia, do presidente da Câmara de Vereadores de Várzea Nova Arlivan Pimentel, vereador Marquinhos, assessor de gabinete da prefeitura de Várzea Nova Absolon Pimentel e representante dos manifestantes,ficou acertado o fim do fechamento da estrada vicinal em troca da contratação da mão de obra de Várzea Nova em 70% da obra da Serra da Babilônia.

(fotos Solen Marcos e Nilton Moreira)

Comments

Comentários

Anterior Vala com corpos de 800 bebês e crianças é achada em orfanato na Irlanda
Próxima Veículo tomado de assalto no centro de Morro do Chapéu e outras ocorrências