FLIPÉU rima com cordel, céu… Feira Literária de Morro do Chapéu.


‘O povo sabe o que quer mas, o povo também quer o que não sabe’ (REP – Gilberto Gil).

Esta frase retrata muito bem o propósito da reunião realizada nesta noite de quarta (11), na sede do SISPUMUMC, convocada pela Juventude Morrense, nas pessoas de Davi Rocha, Maria Luísa Gonçalves e Edilson Gomes que, ao participarem da FLIAN (Feira Literária de Andaraí), fizeram contato com Esmon Primo (cineasta e promotor de eventos culturais), provocaram o Mandato Coletivo e este, convocou a sociedade morrense para abraçar a causa .

Segundo David e Ana Luíza, a pequena relação com o jovem de hoje e os livros, tem provocado um distanciamento entre as pessoas e o gosto pela leitura, sendo este o objetivo principal da proposta.

Muitos foram os convidados e fizeram jus ao momento de criação da comissão responsável pelo evento, extrapolando esta proposição e já definindo data (4, 5 e 6  de maio de 2018), homenageado – poeta  e fotógrafo Euricles Barreto, como também, o nome do evento: FLIPÈU (Feira Literária de Morro do Chapéu).

Você será parte integrante deste momento ímpar.

O LRN tem orgulho em fazer parte dessa proposta!

 

Comments

Comentários

Anterior Corpo encontrado em Mulungú do Morro
Próxima Léo Ricardo Fala 12 10 17: A tragédia de Piritiba; Pai Marcelo e o Dia das Crianças; Hoje também é dia do Agrônomo, dia da Padroeira do Brasil; FLIPÉU vem aí, prepare-se; 'Curiosidades que movem o mundo', parabéns Colégio Nossa Senhora da Graça; duas agressões e conduções ao Hospital São Vicente. Confira!