Câmara aprova novo Código Tributário de Morro do Chapéu


Câmara Municipal aprova Projeto de Lei (PL) que institui o novo Código Tributário do Município, em Sessão Extraordinária realizada nesta quarta-feira (06). O Código Tributário Municipal é a lei que rege toda a política tributária do município, ou seja, define as regras para cobrança de todas as taxas e impostos municipais.

O Código passou por uma revisão completa, feita com a participação de várias entidades da sociedade civil a partir da realização de Audiências Públicas, resultando em uma Lei mais moderna, promovendo a justiça fiscal, equalizando distorções e trazendo mais benefícios para toda a população. Dentre as Emendas ao projeto original, destaca-se a isenção da Contribuição para o Custeio da Iluminação Pública (COSIP) para produtores rurais do município.

A modernização da legislação permite melhorias nos procedimentos legais e mais eficiência na fiscalização e equidade nas taxas e impostos. Destacamos a seguir, em resumo, as seguintes mudanças:

.– Não há aumento do Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU);

– Isenção da Contribuição para o Custeio da Iluminação Pública (COSIP) para imóveis rurais do município.

– As Taxas de Licença de Localização (TLL) e Taxa de Fiscalização de Funcionamento (TFF) serão calculadas de acordo com o perfil e as características da empresa. Ou seja, o pequeno pagará menos e o grande pagará mais, colocando em prática o princípio da isonomia e da justiça fiscal;

– O município contará com apenas uma lei tributária, facilitando o acesso de todos às normas de tributação;

– Melhorias na redação da lei, o que minimiza dúvidas quanto aos procedimentos

As mudanças no Projeto de Lei original foram encaminhadas através de Emendas de Bancada (autoria coletiva dos vereadores) que foram incorporadas ao Projeto a fim de tornar o Código Tributário mais razoável para o munícipe.

“Depois de um debate aprofundado da legislação, com a realização de Audiências Públicas, e a participação de todos, chegamos a essa nova Lei, com a isenção da COSIP para os imóveis rurais, o que, sem dúvida, é uma vitória para o homem do campo”, avaliou a vice-presidente da Casa, vereadora Professora Sheila (PT). “Na análise corrigimos taxas e tributos e este novo Código Tributário Municipal vai levar mais justiça fiscal aos morrenses”, disse o presidente da Comissão de Finanças, Orçamento e Contas, vereador Adriano Pela Frango (PV).

A 1ª Secretária, vereadora Isabela Rocha (PV), falou sobre a discussão do Projeto fruto de um consenso que busca beneficiar a comunidade morrense. “Foram quase 60 dias de debate na Casa para gerar um resultado bom para todo mundo”. O vereador Augusto Bley (PR) relatou que a preocupação dos vereadores é ajudar a população. “Olhamos para o pequeno agricultor, para o pequeno comerciante na elaboração desse Projeto, pois sabemos das dificuldades que nosso povo enfrenta”.

Além da regulamentação da cobrança de taxas e tributos, a aprovação do novo Código Tributário Municipal é requisito para o município receber recursos referente ao ISS (Imposto Sobre Serviços de Qualquer Natureza), após alteração na Lei Federal. O ISS a que se refere a Lei Federal incide sobre os serviços de cartões, leasing e planos de saúde e somente os municípios com lei aprovada e sancionada irão receber o incremento no tributo, a partir de 2018.

Comments

Comentários

Anterior Novas unidades de saúde do Governo do Estado geram mais de 1.200 postos de trabalho diretos
Próxima CONSELHO MUNICIPAL DE SAÚDE APROVA CONTAS DO SEGUNDO QUADRIMESTRE 2017. COMO FICA A SITUAÇÃO DOS AGENTES JÁ SELETIVADOS? OUÇA O ÁUDIO!